Olá amigos!!

Mais uma terça, mais um TOP! Infelizmente eu me enrolei no meu cronograma de VIDA REAL e vou ter que dividir esse top “pequeno” em duas partes! Mas espero que me perdoem e curtam mesmo assim!

E não deixem de mandar suas sugestões pro nosso e-mail: romancedawnhp@gmail.com!! Ainda vão ter mais uns TOPs “lugar comum” de melhor isso/pior aquilo e etc, mas estou preparando umas coisas bem legais pra essa seção! Aguardem e curtam (e comentem!!) o TOP de hoje! Simbora!!

tops_headerflash01

Ah, os flashbacks de OP! Gosto muito desse recurso narrativo simples e extremamente eficaz que o Oda manja muito de executar! Gosto especialmente quando ele praticamente interrompe a ação e atrasa um pouco o clímax pra mandar um flashback fodão! Emotivos, fodassos e extremamente informativos, trazendo aquele panorama “final” das motivações de personagens ou da história por trás de alguma ilha! OP não seria o mesmo sem eles e pra mim, esses são os mais incrivelmente sensacionais!

> Menção Honrosa: Sanji <

topflash06

O primeiro grande flashback da série em termos de duração! É nele que nos aprofundamos sobre a relação de Sanji com Zeff, uma amizade improvável nascida apenas do fato de partilharem o mesmo sonho: O lendário mar All Blue.

O sofrimento do Sanji nos 85 dias preso naquele rochedo é extremamente angustiante, dá pra sentir a FOME e desolação terrível de se estar preso ali. O final então, quando ele descobre que o Zeff comeu a própria perna é foda demais e ali nasce a fundação do sonho de um Restaurante nos mares que se concretiza como o Baratie. Menção honrosa pra esses capítulos LINDOS!!

#5: Nico Robin & Ohara

"Dereshishishi!"

“Dereshishishi!”

Acho que esse flashback é considerado por muitos como “O” flashback de OP! E com razão, pois de fato, ele é extremamente incrível e sensacional! Depois de tanto tempo, finalmente temos esclarecido o passado de Nico Robin e a tragedia que se abateu sobre Ohara e seus renomados Arqueólogos, completamente apagados do mapa simplesmente por perseguir a verdade escondida do Mundo.

Repleto de novos personagens incríveis (Professor Clover, Olvia, Saulo) e velhos conhecidos dando as caras em momentos sensacionais! E as cenas impactantes? O reencontro emocionado de Robin e Olvia no meio do bombardeiro indiscriminadamente devastador do Buster Call; a FÚRIA de Saulo pra tentar deter a loucura disfarçada de Justiça desse ataque e salvar Robin; Os limites extremos que Sakazuki pode chegar em nome da sua Justiça Absoluta e o confronto entre dois amigos com justiças opostas, levando Saulo a morte diante de Robin, lhe deixando a promessa de que um dia, ela teria companheiros com quem rir e viver. Fico com os olhos todos marejados só de lembrar do Saulo sendo congelado e ainda assim RINDO pra Robin.

topflash05_02

E o que dizer do Professor Clover fodasso mesmo condenado, PEITANDO os Gorousei (“A história é algo que pertence a toda humanidade. Ninguém tem o direito de privá-la de conhecer a história não contada.”) e jogando pra todos nós mais informações sobre as armas lendárias, os Poneglyph e fazendo a revelação sobre o Grande Reino derrotado pela coalizão que viria a ser conhecida como Governo Mundial, que tenta a todo custo enterrar os traços da existência desse Reino e seus ideais. INCRÍVEL É POUCO!! E antes de revelar o nome do Reino, a ordem desesperada dos Gorousei para matá-lo. Porra, essa cena é foda em níveis absurdos!

"Ohara... sabe demais...!!!"

“Ohara… sabe demais…!!!”

E aquele finzinho, com o Ao Kiji deixando a Robin completamente desolada viver, puta merda… e o flashback ainda encerra de forma magistral, mostrando mesmo que muito brevemente (porém fodamente) tudo que Robin fez pra sobreviver durante todos esses anos. Eu considero esse, talvez, o melhor cap. de OP até hoje (398). Dereshishishishi pra sempre!!

#4: A infância de Ruffy pós-Shanks

topflash04

Desde a aparição de Ace, láaaaaa em Alabasta que esse pedaço da vida do Ruffy merecia explicação. Afinal, seria meio bobo o Ace estar pescando ou fazendo qualquer merda enquanto o Ruffy convivia com o Shanks, comia a Gomu Gomu e quase era morto pelo Higuma. Depois da Guerra então, quando descobrimos que eles nem são irmãos de sangue (seria um crime dizer que eles não são irmão “de verdade”), a cada pergunta respondida, outra surgia, até que temos esse flashback incrível sobre como Ruffy veio a conhecer não seu irmão, mas seus IRMÃOS.

Esse flashback só não é meu absoluto favorito porque tenho um envolvimento emocional muito forte com o primeiro colocado e gosto mais quando eles englobam mais de um personagem e dão um panorama maior de uma certa localidade e etc (acho que entreguei o resultado da continuação toda agora rs), mas poderia ser, pela construção incrível que ele tem e de como ele é bem executado!

Antes de ser um irmãozão, um verdadeiro CUZÃO!

Antes de ser um irmãozão, um verdadeiro CUZÃO!

Gosto muito como o Ruffy com essa maneira simples e alegre dele tenta a todo custo ficar amigo de Ace, PERSEGUINDO ele e se fudendo completamente por 3 FUCKING MESES! LOL E como o Ace era BABACA, hein? Tentativa de assassinato é pouco pro que ele fazia com o Ruffy!

O quanto ele EXPANDE o universo de OP também é muito interessante. Antes, a ideia que a gente tinha da Ilha Dawn era aquilo: Vila Fusha, moinhos e vaquinhas, as vezes rolava uns Bandidos da Montanha, um fim de mundo do East Blue, mas ae, BAM!! Grey Terminal e Reino de Goa! Nobres podres no Reino mais lindo de todo o East Blue.

Sabo também é um personagem muito legal. Uma criança que conseguia enxergar a loucura do sistema em que vivia, sendo criado sem amor e carinho, apenas para um fim de riqueza e posição social da família! Tudo que ele queria era liberdade! “Ace! Ruffy! Nós com certeza vamos escapar desse país e singrar os mares!! E seremos livres!!!”

"E assim, a partir de hoje nós somos irmãos!!!"

“E assim, a partir de hoje nós somos irmãos!!!”

Ver toda a amizade deles crescendo é sensacional! Eu adoro aquela cena após o incidente com o Porchemi , que o Ruffy tá chorando pra caralho e agradece a eles por ter sido salvo e o Ace fica puto, fazendo o Ruffy abrir o coração total (“Eu não tenho mais ninguém com quem contar!!! Eu não posso voltar pra Vila Fusha, eu odeio os Bandidos da Montanha… Se eu não for atrás de você eu fico sozinho!! Ficar sozinho dói mais do que se machucar!!) e desarma o Ace, que percebe que alguém quer ele VIVO, que a morte dele machucaria alguém.

Toda essa questão do Ace também acho que foi muito bem trabalhada. Não era a toa que o moleque era um REVOLTZ PURO ÓDIO, ele sabia que o mundo considerava a vida dele um crime, uma maldição e sentia isso na pele! Só tinha o Sabo, Ruffy e mal e porcamente o Garp (vovô mais cuzão de todos os tempos) pra dar um conforto a toda essa neura.

E no fim, a separação triste pra caralho deles com Sabo, que não aguentando mais a “cidade fétida” (“Eu tenho vergonha de ter nascido um Nobre!!” Que cena!!) e sua solução desumana para o Grey Terminal, decide singrar os mares, o levando a “morte” pelas mãos da Nobreza imunda do mundo de OP.

topflash04_04

Pra fechar, vou falar só um pouquinho da Dadan! Velha fodassa e cabrona, que não deveria ser a opção de ninguém em termos de “vou deixar essas crianças com você”, mas que diante do que ela é e das circunstancias, fez o que pode por esses moleques e até os ama de verdade! E ela encarando o Bluejam foi MUITO foda!

E pra fechar fechar MESMO, uma curiosidade inútil e bizarra: Nesse flashback, no escritório de transição pra Cidade Alta de Goa aparece um…. telefone na parede.

topflash04_05

Sempre achei isso engraçadão (e ele SOME na cena seguinte), pode ser que tenha um Den Den Mushi no fim do fio, mas então é uma linha de mão única e ele não tem como ouvir nada (não tem Den Den Mushi pra falar!). Enfim, só acho curioso e tô enchendo linguiça! LOL

Semana que vem, a conclusão do TOP!!

Valeu ae galera, abraços!!

Anúncios